Relatórios Carol
Rotary Club de São Paulo Parque Continental
Parte 1
Parte 2
Intercambio Carol
Intercambio Rafael
Hagop Garagem informa quantos estão aqui agora


1° Relatório de Caroline Ferreira da Silva / Dinamarca/ Mês de Janeiro/ Fevereiro

intercambio

Jornal Vejen

Caros companheiros rotarianos,



Hoje completa-se 1 mês e 11 dias que estou aqui. Minha chegada à Dinamarca, no dia 17 de janeiro, foi digna até de uma reportagem no jornal local. Após 2 dias de estadia, começaram as aulas na escola.

O primeiro dia de aula não foi assustador como eu imaginei... rs Um ponto bastante positivo foi que na semana em que eu iniciei as aulas, os alunos estavam com um projeto interdisciplinar em andamento, desde o começo da mesma semana.

Justamente por isso, fui inserida num grupo, cujo tema do trabalho era “Slaver work songs” e as meninas do grupo me receberam muito bem; tentei ajudar em alguma coisa no desenvolvimento do trabalho, mas este já estava praticamente concluído... mas, eu fiz a introdução do trabalho no dia da apresentação, em dinamarquês, na frente de toda a sala. (: Todos me aplaudiram.





Eu moro em Holsted, numa fazenda (onde o forte deles é a criação de porcos para venda, e eles investem bastante também em produtos orgânicos – meu host pai sempre friza que a fazenda dele é inteiramente orgânica; e todos os dias temos cenouras e batatas (provenientes da própria fazenda).


Estudo em Vejen, outra cidade distante 20 minutos de Holsted.


Após duas semanas de estadia aqui, meu visto chegou. Com isso, pude fazer a carteirinha do ônibus e a minha conta no banco dinamarquês.


Biografia

Minha Família Dinamarquesa



Conheci um menino do 2º ano que fez intercâmbio no Brasil, pelo Rotary, em 2008/2009 e ele fala perfeitamente o português. Ele está me ajudando a aprender o dinamarquês – que é uma língua muito simples, gramaticalmente falando, mas difícil de se pronunciar as palavras.



Biografia

INTROCAMP e muitos novos amigos

No dia 30 de janeiro começou o INTROCAMP (um curso de dinamarquês para todos os intercambistas do time de inverno, durante uma semana). Como a cidade em que se realizaria o introcamp é um pouco longe de onde eu moro, meu conselheiro e sua família me convidaram para passar o final de semana em sua casa de verão, que se localiza ao norte da Dinamarca e próximo à escola do introcamp.

Foi um final de semana bastante agradável: patinamos numa pista de gelo a céu aberto, conhecemos as praias do local – como é inverno, o mar estava todo congelado! No domingo, após ao almoço, arrumamos as coisas e partimos para Bjerringbro.

O introcamp foi maravilhoso! Mais do que o dinamarquês, aprendemos diferentes culturas e a conviver com outras pessoas completamente desconhecidas (sim, porque nós dividimos o quarto com outra pessoa).


Lá, tínhamos 10 brasileiros, 7 argentinos, 3 neozelandeses e mais ou menos 25 australianos.

Passamos a semana inteira numa escola tendo aulas de dinamarquês todos os dias; fomos a uma famosa catedral em Viborg, no museu de Aros, em Århus, tivemos o primeiro encontro com o chairman dos nossos respectivos distritos, bem como com a Kirsten (chairman de inbounds) e fizemos muitas compras.

No último dia do introcamp, tivemos uma festa de despedida, onde, nós brasileiros, ensinamos nossa dança para os gringos, e as outras nacionalidades também fizeram o mesmo – mas, modéstia à parte, todos gostaram mais do ritmo brasileiro, claro. Foi realmente uma experiência incrível; conhecemos muitas pessoas e trocamos muitos pins.
Biografia

INTROCAMP



Biografia

Muito frio e neve

Acabado o introcamp, mais uma semana de aula e depois uma semana de férias (winter Holiday).


Fui com minha família para a casa de verão em Esbjerg, e ficamos lá até 6ª feira.


Brincamos bastante na neve, fizemos meu tão sonhado boneco de neve, fomos nadar num clube aquático, fizemos compras e nos divertimos muito.
Biografia

Muito frio e neve



Outro dia, recebemos a visita de um homem da Tanzania; ele veio ver os porcos da fazenda, pois estava interessado em comprá-los (ele também tem uma fazenda). Foi muito interessante, pois descobri, que este homem e mais outros dois dinamarqueses estão criando um negócio bastante instigante e eles precisam de pessoas que invistam dinheiro, comprando ações.

Essa semana que passou, tivemos uma agradável surpresa: um grupo de estudantes franceses veio passar uma semana na Dinamarca, como se fosse um mini intercâmbio; eles foram hospedados por alunos do 2º ano aqui da escola (e essas pessoas que hospedaram, irão para a França no meio do ano, para concluir a troca).

Toda 4ª feira eu participo da reunião do meu host club, e, inclusive, fui convidada para participar do encontro entre clubes, em março, na Alemanha – evento que ocorre anualmente, entre meu host club e um club alemão.

A cada dia que passa aprendo uma coisa nova, estou sempre conhecendo gente nova, e estou me dedicando muito para aprender o idioma – sempre quando eu digo algo em dinamarquês, as pessoas ficam maravilhadas, especialmente meu conselheiro; eles dizem que eu sou uma quick learner e sempre me elogiam.

Ainda está frio aqui, mas logo chegará a primavera, e todos estão ansiosos por isso.

(: Obrigada por serem meus intermediadores e tornarem esse sonho possível!

Vi ses.

Caroline Ferreira
Intercambista 2011-2012
Brasil RCSP Pq. Continental – D. 4610
Denmark: Holsted Club – D. 1450






2° Relatório de Caroline Ferreira da Silva / Dinamarca/ Mês de Março e Abril

Holsted, 24 de abril, 23h.

Caros companheiros e amigos rotarianos,

As férias de páscoa estão quase acabando. Amanhã tenho que acordar 5h da manhã, pra ir com o meu host irmão, de 12 anos, até a outra fazenda, ver como é que eles tiram leite da vaca. Sim, cedo assim, porque é preciso encher um tonel muito grande, onde os clientes colocam moedas e enchem suas vasilhas com leite direto da vaca (o local fica sempre aberto).

Essa fazenda de vacas leiteiras foi a última aquisição dos meus host pais; agora temos leite fresquinho no café da manhã todos os dias.

O tempo está passando muito rápido. Já se passaram 3 meses. Cada dia que passa é uma novidade, um novo aprendizado. Eu adquiri muita experiência com trens aqui... é muito difícil saber pra onde vai cada trem, ainda mais quando ele se divide em dois na escala do meio do trajeto. Mas sempre há uma coligação entre estações, portanto sempre acho meu caminho de volta pra casa. (risos)

intercambio

Primavera em Holsted

Aprendi que aqui, mesmo estando ao norte da Europa, é um lugar onde o sol brilha e faz calor.

É algo inacreditável, pois há algumas semanas eu ainda precisava usar jaqueta térmica pra sair de casa, e agora, no meio da primavera, o tempo está mais instável... temperatura oscilando entre 20 e 25 graus positivos. É até engraçado ver como eles realmente aproveitam cada dia em que o sol aparece trazendo calor e um dia bastante agradável.

É comum ver mulheres nos quintais frontais de suas casas, de biquini, tomando sol; os restaurantes e bares lotam as calçadas com mesas do lado de fora; quase todas as lojas de sapatos tem um stand de havaianas e ipanemas (que são muito caras, por sinal. Uma havaianas simples, com a bandeirinha do Brasil custa em torno de 150 kr, que é aproximadamente 50 reais). As famílias fazem questão de terem as refeições ao ar livre.

Nessa época de calor eles costumam fazer bastante churrasco (leia-se: salsicha grelhada). A paisagem é linda; tudo verde, as flores desabrochando, dá até pra ir à praia.



Ah, no começo desse mês de abril, teve o Get together – é um encontro que o Rotary daqui organiza , onde se reunem todos os intercambistas que estão aqui na Dinamarca.

Passamos um final de semana hospedados numa escola. Estávamos em, aproximadamente, 150 jovens.

Foi um experiência muito rica, muito além da troca de pins pra encher o blazer, foi uma troca de culturas fantástica, pois conheci gente do mundo inteiro, praticamente (Japão, Taiwan, EUA, México, Canadá, Chile, Peru, Equador, Colômbia, Austrália, Nova Zelândia, Índia, etc).

Criamos um elo de amizade muito grande. Foi uma experiência muito rica.
Biografia

Get together



Quanto à escola, consegui mudar de turma. Agora estou no 2º ano do gymnasium aqui. Nessa nova sala, eles são muito mais comunicativos, e agora eu consigo entender muito mais o que se passa durante as aulas. Em setembro, haverá uma viagem da escola, pois todos os 3ºs anos do ensino médio fazem um tipo de viagem. A minha turma e eu vamos pra Florença, na Itália, por 5 dias.

intercambio

Jogando golf

Minha páscoa foi muito divertida.

Aprendi a jogar golf, andei de glider aircraft (planador – um avião sem motor, cujo combustível são as correntes atmosféricas e voa como uma águia, em círculos, para adquirir altura e estabilidade no ar).
Biografia

Preparando-se para Planar Glider Aircraft



intercambio

Páscoa em Holsted

E como não podia deixar de ser... ganhei ovo de páscoa!

Na verdade, eles não dão muita importância pra ovos de páscoa, nos mercados não tem toda a variedade de ovos como ocorre no Brasil.

O importante é ter chocolate. Esconde-se vários bombons pela sala, nós (as crianças) procuramos e colocamos numa cestinha.

Os ovos de páscoa também estavam escondidos. Depois de achar tudo, os chocolates são divididos em quantidades iguais.



Uma coisa que me chamou bastante a atenção foi que o Rotary daqui é bastante animado.

Não sei se é só o meu clube... mas, o clube de Holsted tem uma amizade muito forte com um clube da Alemanha (a cidade chama-se Jork).

Mês passado teve um encontro entre os dois clubes lá na Alemanha. Fomos conhecer uma fábrica de destilação, onde é fabricada a Schnaps.

Foi um dia muito agradável. Todos muito simpáticos. À noite teve a reunião formal, onde eu me apresentei, fazendo os cumprimentos vindos do Brasil, e a troca de flâmulas. Fui muito elogiada.
Biografia

Troca de Flâmulas



Outro dia, houve um encontro rotário numa cidade vizinha. Teve uma pequena reunião formal, e depois jogamos boliche. Um clube contra o outro: aquele que conseguisse a maior pontuação levava o troféu. Infelizmente o meu host club perdeu. Mas valeu muito a pena, me diverti muito.

Meu conselheiro me disse que o próximo evento será uma corrida de kart, contra outro club de outra cidade vizinha.

Enfim, só tenho a agradecer, mais uma vez, por vocês terem feito desse sonho, uma realidade.

Faltam 3 semanas pro Eurotour. É uma viagem pela Europa, promovida pelo Rotary. Iremos visitar Bruxelas, Veneza, Berlim, Paris, Praga, Amsterdã, Hamburgo, Verona, Avignon, Mônaco, Viena e Lido de Jesolo. Voltamos dia 31 de maio, e no dia primeiro de junho eu mudo de família.

Vi ses (até logo).

God Påske! (Feliz Páscoa!)

Caroline Ferreira
Intercambista 2011-2012
Brasil RCSP Pq. Continental – D. 4610
Denmark: Holsted Club – D. 1450






3° Relatório de Caroline Ferreira da Silva / Dinamarca/ Mêses de Maio, Junho e Julho

Holsted, 08 de agosto de 2011

Caros amigos e companheiros rotarianos;

É com imensa satisfação que escrevo este relatório, e aproveito já para me desculpar por não ter mantido a regularidade de enviar um relatório a cada mês. Estive muito atarefada esses 3 últimos meses.

intercambio

Veneza

Para iniciar... comentarei um pouco sobre o Eurotour.

É a viagem proporcionada pelo Rotary da Dinamarca, onde tivemos a oportunidades de conhecer 8 diferentes países da Europa (Itália, França, Mônaco, Alemanha, Áustria, Bélgica, Holanda e Rep. Tcheca).
Biografia

Vienna



intercambio

Muro de Berlim

Foi uma experiência maravilhosa, pois além de conhecer lugares incríveis, convivemos durante 18 dias com pessoas de várias nacionalidades...

portanto foi, mais uma vez, uma ótima troca de culturas.
Biografia

Berlim - Portao de Brandemburgo



intercambio

Praga - Campo de Trabalho

Percorremos por todos os lugares de ônibus; havia alimentação inclusa e hospedagem em hotéis. Biografia

Castelo de Praga



Biografia

Avignon
França

intercambio




Louvre
Paris

Biografia

Arco do Triunfo
Paris



intercambio

Notre Dame
Paris

Entre os pontos turísticos visitados posso destacar, por exemplo, a Torre Eiffel, os canais venezianos, o balcão de Julieta (em Verona, Itália), belíssimos monumentos góticos em Praga – que, diga-se de passagem, foi a minha cidade preferida – , apartamento de Mozart (em Vienna), monumento em homenagem aos judeus (em Berlim), visita a um campo de concentração (em uma cidade próxima a Praga), entre diversas outras coisas. Biografia

Torre Eiffel
Paris



Cada minuto dessa viagem foi aproveitado ao máximo e sem dúvida algo que será realmente inesquecível.

intercambio


Bruxelas

Biografia

Itália

Biografia

Monte Carlo
Monaco



Mês passado (julho) participei de um summer camp do Rotary. Com a autorização do meu clube hospedeiro, conselheiro, host família, minha família do Brasil e do Danish youth exchange officer, obtive minha vaga para a viagem.

intercambio

Egito
Pirâmides

Foram 11 dias no Egito. Visitamos as pirâmides, a esfinge de Giza, andamos de camelo, visitamos a biblioteca de Alexandria, tivemos um jantar a bordo de um restaurante flutuante sobre o rio Nilo, onde recebemos cumprimentos do ministro de turismo do país, fomos de trem até Luxor, onde ficamos hospedados num iate, com piscina, visitamos vários templos e foi incrível poder ver de perto e tocar monumentos históricos, do lugar onde começou a civilização.


Num tour pelo rio Nilo, na vila dos faraós, foi como se entrássemos num túnel do tempo... íamos passando por diferentes repartições, onde pessoas encenavam o trabalho, como nos tempos antigos: fabricação de papiro, vidros, tecido, vinho etc.

Éramos um grupo de 30 jovens, de diferentes nacionalidades, inclusive uma menina (cidadã) daqui da Dinamarca.
intercambio

Passeio Camelo
Egito



intercambio

Esfinge de Giza
Egito

Foi um sonho realizado, e é impressionante como o mundo ama o Brasil.

Num dia de compras, no centro de Cairo, sai eu com meu boné do Brasil e onde eu passava todos gritavam: BRASIL, EU AMO BRASIL! Hahaha

Apesar da pobreza do povo egípcio, eles sao pessoas muito simpáticas e mesmo com tudo o que eles têm enfrentado esses últimos tempos, ainda sim sao pessoas felizes.


Foi muito bom poder conhecer um pouco a cultura egípcia e vivenciar a realidade desse povo durante 11 dias.

Já faz 2 meses que eu mudei de família, e quase 7 meses que estou aqui nas terras vikings. O tempo passa muito rápido.

Fiz um acordo com a minha família, no começo deste mês, que eu só iria falar dinamarquês. Confesso que ainda é um pouco difícil pra mim, mais por conta da pronúncia (que é muito difícil, diga-se de passagem). Mas, estou me esforçando bastante; consigo conversar com meus irmãozinhos de 6 e 5 anos e eles conseguem me entender (me sinto muito feliz por isso).

Logo quando voltei de viagem do Egito, fui com minha host Family passar uma semana na casa de praia. Foi um pouco estranho, pois no Egito fazia calor de 40 graus todos os dias e a gente podia usar biquíni para ir na piscina... daí chega aqui, na praia, temos que ir de blusa, tênis e nao poder entrar no mar. Rs

O tempo aqui está bem instável... tem chovido bastante (o que não é muito comum) e a temperatura varia entre 13 e 20 graus – apesar de ser verão.

Ainda tenho mais duas semanas de férias... sinto saudades da escola, não vejo a hora de voltarem as aulas. Serei veterana, junto com a minha turma; passei para o terceiro e último ano do colegial (o ano letivo começa em agosto), mas não terei a oportunidade de me graduar e receber o red cap.

O meu host club está de férias também; os trabalhos se iniciam de novo nesta próxima 4a feira.

Está tudo indo muito bem. Tenho conhecido muita gente, meu blazer quase não tem mais lugar para colocar pins e fiz amigos que levarei pra vida toda.

Vi ses til den anden rapport (até o próximo relatório),

Caroline Ferreira
Intercambista 2011-2012
Brasil RCSP Pq. Continental – D. 4610
Denmark: Holsted Club – D. 1450






4° Relatório de Caroline Ferreira da Silva / Dinamarca/ Mês de Agosto

Holsted, 05 de setembro de 2011

Caros amigos e companheiros rotarianos,

Relatório referente ao meu sétimo mês (agosto) de estadia na Dinamarca… é, o tempo está voando!

Após férias demasiadas longas (desde o Eurotour), volta às aulas na segunda semana de agosto. Muito bom rever todos os colegas, inclusive 4 newbies (novos intercambistas) da AFS (uma agência especializada em intercâmbio).

Estou bastante contente, pois aprendi a falar espanhol – todos sempre me elogiam por isso. E também continuo com as aulas de francês; o dinamarquês está bom: meu conselheiro sempre fica boqueaberto quando eu converso com ele só em dinamarquês. Outro dia, eu liguei pra ele, iniciei e terminei a ligacao só falando dinamarquês, aí à noite, na reuniao do Rotary, ele me elogiou um monte, dizendo que o meu desempenho está ótimo e que ficou muito surpreso com o meu desenvolvimento.

No dia 27 de agosto houve uma comemoracao típica da cidade: entrega do chapéu de reconhecimento a alguém importante da cidade. Comecou com um jantar (cada grupo tinha que levar sua própria comida), com homens num salao, e mulheres em outro salao. Após a refeicao, houve a entrega do chapéu. O motivo pelo qual Preben Hansen recebeu o chapéu especial, é que ele possui uma empresa que fabrica ventiladores (que vem crescendo ultimamente) e é também um membro da mesa diretora de Holsted (ajuda a manter o centro de esportes).



intercambio

Susanne H.Lastein

A minha host mae, Susanne Lastein, também recebeu esse chapéu de reconhecimento há 12 anos; ela é conhecida em todo o país, por ser a primeira mulher no mundo a fundar uma companhia aérea de helicópteros, primeira piloto mulher do North Sea (que compreende UK, Bélgica, Holanda e Escandinávia), primeira piloto mulher a trabalhar com offshore e primaiera pilotoo mulher de toda a Dinamarca.


intercambio

BelAir

intercambio

Capt. Susanne H. Lastein

intercambio

Spirit of Malmi
Airport



intercambio

Speed Way
Holsted

No dia 17 de agosto, todos (quase todos) os companheiro do meu host club se reuniram no espaco de corrida da cidade, e jantamos lá na área VIP (ao invés de uma reuniao normal, iriamos assistir a uma corrida de speed way – é muito comum haver encontros rotários desse tipo aqui: já fomos a uma fábrica de destilacao de schnapps na Alemanha, jogamos boliche contra o club de Brørup, visita do Governador, etc).

Uma curiosidade sobre a minha cidade: Holsted é a cidade mais famosa da Dinamarca, quando estamos falando em speed way, com destaque para o Nicki Pedersen (campeao e favorito dinamarquês mundialmente conhecido).


Comecei a participar das aulas de zumba e fitness. Nunca mais cai da bicileta e nem peguei trem errado. Hahaha Finalmente aprendi. Inclusive, me senti muito feliz quando, no último domingo, voltando de um evento, uma senhora me perguntou sobre o horário do trem. Respondi em dinamarquês, e dei a informacao correta. 

Nesse último final de semana, houve um evento chamado Stafet for livet, onde voluntários participaram de uma maratona intensa de corrida, pra cada quilômetro percorrido, seriam arrecadados 3 kr para ajudar pessoas com câncer.

Havia um contador de quilometragem pra cada grupo (um total de aprox. 40), e cada grupo tinha uma tenda, onde havia alguma atividade ou algo para vender e arrecadar mais dinheiro para a causa.

Eu estava na tenda da minha escola, nossa atividade era vender brownies e martelar o prego num toco de madeira (para ganhar um brinde).
intercambio

Stafet For Livet



intercambio

Stafet For Livet

Acampamos na tenda e durante a noite e madrugada ficamos revezando para correr ainda mais.

Às 22 horas, houve um momento de reflexao e a cerimônia das luzes – o caminho todo da pista de corrida estava trilhado de vários sacos com velas acesas, que representavam pessoas que faleceram por conta do câncer.

Foi uma experiência de muita valia; muito bom ver todo mundo trabalhando em equipe e se esforcando por uma causa nobre.


Este final de semana que vem, há um acampamento do Rotary (get together do meu distrito), com atividades variadas, incluindo kaiaque. Det bliver spændende! (Será emocionante!)

Tenho apenas mais um mês com essa minha família, e aí em outubro mudo para a última família… as criancas aqui estao tristes com isso, nao querem que eu vá embora. Tanto que toda noite eles pedem pra dormir comigo. Rsrs Jacob, 6 anos, nao consegue falar meu nome direito, entao ele me chama de ”KÉUI”, é muito fofo! Outro dia, eu cheguei da escola, ele veio correndo até mim, perguntando se podia dormir comigo, porque na noite passada eu tinha chegado da academia e ele já estava dormindo, e disse JEG ELSKER DIG (eu te amo). Sempre assistimos filmes juntos (eu, Jacob, Frederik, 5 anos, e Julie, 8 anos), e eles adoram brincar de pega-pega comigo.

Na última quarta-feira, na reuniao do Rotary, houve uma palestra sobre a producao de proteínas, margarina e leite da empresa ARLA (maior produtora mundial de produtos lácteoa orgânicos). Foi explicado como os produtos sao produzidos, de forma a torná-los mais saudáveis (todos a base de leite) – e realmente, a margarina é deliciosa e o leite é vendido em embalagens com diferentes porcentagens de gordura).

Dia 18 de setembro, embarco com a minha turma da escola, para Florenca (Itália), e passaremos a semana toda lá.

PS: estou usando o computador estacionário da casa; o teclado é dinamarquês, por isso nao há TIL nem CEDILHA. hehe

Vi ses til anden rapport (até o próximo relatório),

Cumprimentos a todos,

Caroline Ferreira
Intercambista 2011-2012
Brasil RCSP Pq. Continental – D. 4610
Denmark: Holsted Club – D. 1450






5° Relatório de Caroline Ferreira da Silva / Dinamarca/ Mês de Setembro

Holsted, 10 de outubro de 2011.

Caros amigos e companheiros rotarianos,

Em exatamente uma semana fará 9 meses que estou aqui nas terras vikings. É estranho pensar que em apenas 3 meses estarei de volta ao Brasil...

O inverno está se aproximando; cada dia esfria mais. No dia 1º de outubro, tivemos um lindo dia ensolarado e a semana seguiu com um tempo muito agradável – o que, absolutamente, não é comum no outono dinamarquês – , chegando à temperatura de 26 graus (impressionante! Que, aliás, foi um novo recorde). Pois bem, todo mundo me disse que quando o tempo está muito bom em pleno início de outubro, significa que o inverso será bastante rigoroso – o último recorde de temperatura de outono foi no dia 1º de outubro de 1978, com 24°, e depois um inverno muito muito rigoroso, o mais rigoroso dos últimos tempos, com muita neve.

Comecemos então com as eleições, que ocorreram no dia 15 de setembro. Fui junto com o Bjarne (2º host dad) pra ver como funciona.

Old fashion: um papel relativamente grande; há várias cabines (parecidas com provadores de lojas de departamento) onde o eleitor entra, fecha o cortininha e marca um X no nome do seu candidato ou somente vota no partido.

A eleição e a forma como é feita a composição do governo é um pouco complexa... feita as apurações dos votos, descobre-se qual o bloco vencedor – nessas eleições, quem venceu foi o bloco vermelho (socialistas) – e daí é feita uma segunda apuração para saber quais as pessoas ocuparão um lugar na Folketing (seria uma espécie de Câmara).

São dois blocos em questão: blå blok e rød blok (respectivamente, bloco azul e bloco vermelho) que são divididos em 8 partidos (4 para cada bloco), e cada bloco tem o seu candidato ao posto de 1º Ministro. E o Ministério é composto por políticos do bloco vencedor.

Folketing: 175 pessoas (que foram votadas) que representam o povo (Folke = povo) – e mais 2 das Ilhas Faróes e 2 da Groenlandia (que fazem parte da Dianamarca); e nessa assembléia há pessoas de todos os partidos.

Pela primeira vez na história do governo dinamarquês, uma mulher como 1ª Ministra (Helle Thorning-Shcmidt).

É bastante interessante o período pré-eleitoral, pois representantes (locais) de cada partido fazem uma turnê pelas escolas, expoem a ideia de seus respectivos partidos e há um debate entre todos os representantes de acordo com perguntas feitas pelos alunos.

A apuração dos votos é feita no mesmo dia das eleições (sim, porque de acordo com os dados, foram 3.579.671 votos); então cada repartição eleitoral apura suas urnas e aí a apauração pode ser acompanhada pela televisão – que, ali

intercambio

Florença
Itália

Sobre a minha studietur: viagem com a minha classe da escola à Florença.

Voo até Milano e 5 horas mais até Florença de ônibus. Cidade muito aconchegante... me senti como se estivesse em casa; tudo é muito parecido com o centro de São Paulo (principalmente com o Braz, Bexiga e Barra Funda... nem preciso dizer o porquê... risos), principalmente o trânsito caótico e barulhento. Haha


Estou na linha de ciências na escola, então Florença foi o lugar escolhido pelos professores (física e matemática), pois de lá vieram grandes nomes como Nicolau Maquiaveli, Leonardo da Vinci, Evangelista Torricelli – entre outros nomes importantes como Boticcelli, Bocaccio, Dante Alighieri.



Visitamos várias igrejas, Palazzo Vecchio, Museu Gallileu, Uffizi museum (que abriga o famoso quadro “Nascimento de Vênus”, entre várias outras obras) e fomos passar uma tarde em Pisa (onde vimos a famosa torre de Pisa – uma das 7 maravilhas).

Há uma quantidade imensa de brasileiros em Florença (e em toda a Itália) – o que me rendeu bons descontos no mercado central. Até arrisquei falar italiano (o que deixou todos os meus colegas de classe admirados; aliás, todo lugar que eu ia, sempre parava pra conversar com alguém – me senti como meu pai). Inclusive, numa das igrejas em que fomos visitar (Capela de Santa Croce, onde estão enterrados Galileu Galilei e Michelangelo) consegui um guia de graça (na verdade, apenas li o anúncio na entrada, que estava escrito em italiano) e meus professores ficaram muito felizes com isso.
intercambio

Torre de Pisa
Itália



intercambio

Florença
Itália

Uma semana após meu retorno de Florença, mudei de família.

Na quarta-feira que antecedeu a troca, fui de bicicleta com meu host dad pro Rotary meeting. Ai, depois de tanto tempo, eis que cai da bicicleta; cheguei com a calça toda suja de barro ao restaurante (ainda bem que não estava com meu blaser cheio de pins, ufa!), na verdade, foi muito engraçado, até eu ri um tanto do ocorrido. Depois, na volta, pegamos o caminho mais longo (pela rodovia), onde não havia perigo de eu cair outra vez.


Domingo, dia 1º de outubro, hora do “vi ses” e mudança de hábitos, um lar totalmente diferente. Foi muito difícil me despedir das crianças... até o Bjarne derramou umas lágrimas.

Casa nova... de volta ao countryside; vivo agora em uma casa imensa (3 andares). Durante a semana, somos apenas em 4 (eu, host pai, host mãe e Johanne – a filha mais velha, de 16 anos), as crianças passam um final de semana sim e outro não aqui, durante a semana ficam com a mãe.

Todos eles são muito interessados em me fazer sentir bem e saber tudo sobre minha cultura, país.

Minha irmãnzinha de 9 anos é uma fofa; me manda sms sempre, quando está aqui me abraça o tempo inteiro, deita comigo no sofá e fala sem parar (o que é ótimo, porque ela não entende inglês, então eu aprendo dinamarquês).

Johanne é um amor de pessoa. Passamos horas e horas conversando, fazemos planos pros finais de semana e ela sempre está preocupada em saber se eu estou bem e se me sinto à vontade.

Malene, minha host mãe é uma uma horse rider e trabalho com cavalos em miniatura (shows com os mesmos pelo mundo afora).

Malene Nielsen (Denmark) riding Celestian H.

 

Hans-Ole,meu host pai é fazendeiro (a fazenda aqui é enorme!), e o grande negócio dele é a produção de biogás. Inclusive, está na lista dos 500 fazendeiros mais importantes do mundo.

São todos muito prestativos comigo. Compraram até um guarda roupa novo pra mim – e foi muito divertido montar o guarda roupa, eu e meus host pais. Minha host mãe outro dia me perguntou qual era o refrigerante que eu mais gostava... no dia seguinte ela comprou 3 garrafas de 2 litros de sprite só pra mim. Se o tempo melhorar, talvez eu aprenda a andar á cavalo. Achei que fosse demorar pra me adaptar à nova casa, mas me sinto mais que confortável e paparicada aqui.

intercambio

Legoland

Um final de semana antes da troca de família, fui com minha 2ª host mãe e as crianças à Legoland!!

O lego (brinquedo monta-monta) é fabricado aqui, e a Legoland é um parque de diversões e há minis cidades construídas de lego.
intercambio

Legoland


E ontem, domingo, após uma maratona de atividades físicas no centro de esportes, fui à igreja com uma amiga da escola. Uma igreja luterana, típica dinamarquesa, coral e músicos muito animados. Depois da missa, todos fomos para um salão tomar café da tarde. Foi uma experiência bastante agradável.

É, tive um bocado de experiência esse mês que passou... quando há muito o que fazer, o tempo passa e a gente nem percebe, ainda mais quando a dia começa a ficar cada vez mais curto.

Semana que vem tenho a semana toda livre, pois é feriado de outono. Então que eu e Johanne já começamos a fazer planos para o feriado. Na semana seguinte ao feriado, irei com um grupo de estudantes à universidade de Odense, pois estou inscrita no Studiepraktik – uma oportunidade de ter aulas práticas, por dois dias, no meu caso, sobre como fazer medicamentos, comida e combustível. E também tenho que escrever um projeto, de tema à minha escolha, que envolva Química e Matemática.

Estou participando do musical de final de ano da escola (como dançarina e estou ajudando na parte de making off da produção de vídeo). E dia 9 de novembro, é o dia da minha apresentação no Rotary, que deverá ser feita em dinamarquês e logo após faremos a nossa video conferência.

Så, det var det. (: Vi ses til anden rapport. Cumprimentos a todos,



Caroline Ferreira
Intercambista 2011-2012
Brasil RCSP Pq. Continental – D. 4610
Denmark: Holsted Club – D. 1450






6° Relatório de Caroline Ferreira da Silva / Dinamarca/ Mês de

EM CONSTRUÇÃO





EM CONSTRUÇÃO




















INTERCAMBIO CAROLINE FERREIRA DA SILVA (TODO O CONTEUDO):
INTERCAMBIO CAROL: INÍCIO MENU  |  INÍCIO PROGRAMA  |  PREPARATIVOS  |  RELATÓRIOS  |  REUNIÃO COM CLUBE DA DINAMARCA  |  RETORNO AO BRASIL



INTERCAMBIO RAFAEL ARMANI LOPES (TODO O CONTEUDO):
INTERCAMBIO RAFAEL: INÍCIO MENU  |  INÍCIO PROGRAMA  |  PREPARATIVOS  |  RELATÓRIOS  |  VISITA DOS PAIS NA DINAMARCA  |  RETORNO AO BRASIL


Ir para o topo