Funilaria Parte 3
Wolseley Eight 1948
PARTE 1
PARTE 2
PARTE 3
PARTE 4
RESTAURAÇÃO
Hagop Garagem informa quantos estão aqui agora

CARROCERIA

Vamos iniciar uma etapa da restauração que requer atenção e cuidados especiais.

Vamos trabalhar as caixas das portas, pés da coluna, caixas de roda, assoalho, painéis, teto.

Cuidado com os quatro portas com ou sem coluna, se não for esquadrinhado e travado, ao se trocar as caixas, será difícil ajustar as portas.

ESQUADRINHAMENTO E TRAVAMENTO




Com a carroceria totalmente travada e esquadrinhada vamos novamente separá-la do chassi.




Ir para o topo


CAIXA DO ESTRIBO OU CAIXA DE PORTA

Refizemos as duas caixas do estribo. Um trabalho de mestre do Zé Funileiro. Esta é uma peça com um grau elevado de complexidade para se realizar artesanalmente. Alem da forma curvada na vertical ela também é curva no sentido longitudinal.

Comprei a chapa conforme espessura da chapa original e mandei dobrar conforme a orientação do Zé Funileiro. Daí para frente a peça foi moldada a mão.



Tasso curvo fixo na morsa para abaular e moldar a caixa.



Para conseguirmos a angulação longitudinal a peça foi cortada ao meio e posteriormente soldada.




Aqui o Zé Funileiro exibe a obra acabada agora é só colocar e soldar



Soldas encaroçadas, queimadas, esburacadas.... Se isso acontece com certeza você não tem um Funileiro Restaurador... Cuidado!

Não existem escolas de funilaria, existem cursos básicos que dão noção e orientação de como soldar, trocar peças, ajustar.

Também é uma das poucas áreas que não existe robotização.

Temos robôs montando, ponteando, pintando, colocando vidros nos carros... mas, desamassando e recuperando bem, só as mãos de um profissional experiente.





Com a soldagem finalizada vamos fazer o tratamento interno da chapa. Aplicação do Wash Primer, Primer PU e finalizando com tinta da Universal (utilizada em pintura de chassi de caminhão)




Ir para o topo


FECHAMENTO DA CAIXA DO ESTRIBO

Esta peça que estou segurando abaixo é parte da chapa que fazia o fechamento do estribo. Ela foi consumida pela ferrugem.



Veja o estado em que estava a peça praticamente toda consumida pela ferrugem



Então moldamos outra em cartolina e reproduzimos em chapa.




Após cortar a chapa e dobrar, a mesma foi moldada no chassi. Em seguida foi aplicado o tratamento na chapa.




Preparando para fixar

Após o fechamento das duas caixas e tratamento das chapas com as pinturas protetoras, passamos a outras peças a restaurar, antes da remontagem da carcaça no chassi. Assim damos um tempo para a cura das pinturas realizadas.



Ir para o topo


REMONTAGEM PARA CONFERÊNCIA



Recolocamos a carcaça no chassi, colocamos as portas, pára-choque, tampa do capo, tampa do porta-malas, etc. para verificação dos alinhamentos. A medida que cada item era aprovado procedíamos a aplicação do Wash Primer e do Primer PU.





Aqui algumas peças que foram refeitas e substituidas.



MAIS UMA ETAPA FINALIZADA UFA!!!! MAS AINDA FALTA MUITO. O QUE NÃO FALTA E ENTUSIASMO.

CONVIDADO PARA SE APRESENTAR EM PÚBLICO

Mesmo sem estar pronto, O Wolseley Eight 1948, recebeu seu primeiro convite para se apresentar em uma exposição de veículos antigos. A exposição foi realizada em março de 2007 no Plaza Shopping em Osasco.

Segundo os realizadores do evento o Wolseley Eight fez muito sucesso.




VOLTAR FUNILARIA PARTE 1


VOLTAR FUNILARIA PARTE 2


VER FUNILARIA PARTE 4


Ir para o topo



MENU WOLSELEY EIGHT 1948:

COMO COMEÇOU PARTE 1  |  COMO COMEÇOU PARTE 2  |  COMO COMEÇOU PARTE 3  |  HISTÓRIA DA MARCA  |  MANUAL ORIGINAL  |  FUNILARIA PARTE 1  |  FUNILARIA PARTE 2  |  FUNILARIA PARTE 3  |  FUNILARIA PARTE 4  |  RESTAURAÇÃO PAINEL  |  NOVO PROJETO PARTE 1  |  NOVO PROJETO PARTE 2  |  NOVO PROJETO PARTE 3  |  NOVO PROJETO PARTE 4  |  NOVO PROJETO PARTE 5  |  NOVO PROJETO PARTE 6  |  NOVO PROJETO PARTE 7  |  NOVO PROJETO PARTE 8