Funilaria Parte 1
Wolseley Eight 1948
PARTE 1
PARTE 2
PARTE 3
PARTE 4
RESTAURAÇÃO
Hagop Garagem informa quantos estão aqui agora

CHASSI

Esta é uma etapa que requer algumas providencias e cuidados específicos.

Devem ser providenciados cavaletes para apoiar a carroceria após sua retirada. Faça uma análise para verificar que pontos da carroceria suportam como apoio os cavaletes. O apoio correto evitará deformações e o possível desalinhamento da carroceria.




Tive que remover e refazer as duas longarinas do chassi.
















Dependendo dos trabalhos que serão realizados na carcaça, e se o veiculo for conversível, se faz necessário o travamento total da carcaça, antes da sua remoção (para esse travamento utiliza-se solda de latão) que se funde a uma temperatura menor e com boa resistência, destemperando o mínimo a chapa.

Para determinar a real condição que se encontra a carroceria, será necessário a remoção total da tinta até chegar na lata.

Ir para o topo


REMOVENDO A PINTURA

Existem algumas formas para se remover a pintura de um automóvel.

Processo mecânico (jato de areia fina) ou (granulado plástico) são executados por empresas especializadas.

Processo térmico, aquecendo a chapa com maçarico (não aconselhado por destemperar as chapas).

Imersão química, possível para algumas peças como para lamas, portas e outras peças menores.

O PROCESSO QUE UTILIZEI E QUE RECOMENDO

Removedor Pastoso MAXI RUBBER
Utilizei mais ou menos quinze latas no processo todo, mas essa quantidade pode variar de carro para carro.







Com toda a tinta removida podemos dizer que agora você conhece o carro que tem. Você é íntimo dele agora.

Descobriu coisas que estavam escondidas, por exemplo a cor original, alguma funilaria mal feita escondida por debaixo de alguma massa e algumas pinturas. Não desanime sua missão é corrigir tudo isso.

O verdadeiro Antigomobilista é movido pelo desafio e não têm mêdo de ferrugem.

Ir para o topo


TRATANDO A LATARIA ANTES DE CONTINUAR

COM TODA A PINTURA REMOVIDA, A LATARIA EM CONTATO DIRETO COM O AR, DESENCADEIA UM PROCESSO NATURAL DE FERRUGEM. ASSIM É NECESSARIO PROTEGER TODA LATARIA EXPOSTA.

Após a última mão do removedor pastoso, aplique sobre a superfície uma palha de aço de gramatura grossa.

Caso haja pontos de ferrugem mais acentuados, utilize uma lixa 150. Em alguns cantos de acesso mais difíceis você poderá utilizar escovas de aço circular adaptáveis em furadeiras. Essas escovas são encontradas em diversos diâmetros.

De uma limpada geral com thinner e estopa.

Coloque aquele uniforme para mexer com produto químico. Agora com um pincel médio aplique ferrox (neutralizador de ferrugem) em toda superfície e deixe agir por uns dois dias.

Este tratamento ira neutralizar qualquer ponto de ferrugem que tenha passado desapercebido.

Agora você ira lixar toda a superfície removendo o resultado da ação do neutralisador , use uma lixa 200, não esqueça a máscara sempre que lixar a seco, que é o caso aqui.

O resultado é gratificante a chapa fica nova , parece que saiu da fabrica. Para manter assim durante o processo você devera limpar novamente toda a superfície com solução desengraxante e aplicar o Wash Primer.

(Duas partes de Wash Primer para uma parte de Catalisador).

Este produto é de alta TOXIDADE e recomendado que sua aplicação seja feita com todos os cuidados e recomendações que você encontra na lata.

Ir para o topo


PARALAMAS




TAMPAS DOS PARALAMAS TRASEIROS

Alguns carros da década de 30, 40 e 50 tinham, tampas nos para lamas traseiros. Como trata de um acessório que pode ser colocado e tirado resolvi produzi-lo para o meu carro.
















Ir para o topo


FUNILARIA CANTO DIREITO PARA BRISA


Essa cor meio esverdeada na chapa e o WASH PRIME que protege a chapa contra ferrugem durante o período da funilaria em que a chapa fica exposta.










Mais um ponto restaurado. Mais uma etapa vencida.

VER FUNILARIA PARTE 2


VER FUNILARIA PARTE 3


VER FUNILARIA PARTE 4


Ir para o topo



MENU WOLSELEY EIGHT 1948:

COMO COMEÇOU PARTE 1  |  COMO COMEÇOU PARTE 2  |  COMO COMEÇOU PARTE 3  |  HISTÓRIA DA MARCA  |  MANUAL ORIGINAL  |  FUNILARIA PARTE 1  |  FUNILARIA PARTE 2  |  FUNILARIA PARTE 3  |  FUNILARIA PARTE 4  |  RESTAURAÇÃO PAINEL  |  NOVO PROJETO PARTE 1  |  NOVO PROJETO PARTE 2  |  NOVO PROJETO PARTE 3  |  NOVO PROJETO PARTE 4  |  NOVO PROJETO PARTE 5  |  NOVO PROJETO PARTE 6  |  NOVO PROJETO PARTE 7  |  NOVO PROJETO PARTE 8