Osasco Antiga
Famílias e Personagens Ilustres
HISTÓRIA
BAIRROS
GALERIA FOTOS
MAPAS E DOCUMENTOS
PPS MONTAGEM
VÍDEOS OSASCO
Hagop Garagem informa quantos estão aqui agora

História da Família Agu
Antonio Giuseppe Agu nasceu em 25 de Outubro de 1845, em Osasco cidade da Itália.

Filho primogênito dos lavradores: Antônio Giuseppe de Pietro Agú e Domênica Vianco.

Batizado por seu tio Dom Michele Vianco

Em 1870 Antônio Agu contrai matrimônio com Teresa Maria Benvenutta Chiaretta

Dois anos depois, em 1872, Antonio Agu desquita-se de sua mulher legalmente na Itália.

Dessa união nasceu, em 22 de julho de 1872 a menina Primitiva Domênica Michela Agu. (Conforme informações contidas no histórico da Cúria Metropolitana da Cidade de Osasco, na Itália).

Nesse mesmo ano de 1872, Antônio Agu imigrou para o Brasil onde trabalhou na construção do Engenho Central de Capivari, cidade do interior da Província de São Paulo onde viveu seus primeiros 14 anos de Brasil.

Em 1886 já Residindo na capital paulista, compra imóveis nas ruas Lins de Vasconcelos e da estação, atual rua José Paulino.

Em 1887, Antonio Agu compra, de João Pinto Ferreira e esposa, uma parte do sítio Ilha de São João. A propriedade existente no km 16 da estrada de ferro Sorocabana possuía casas, ranchos e forno de olaria, tendo os limites: frente para a linha férrea, vertente Bagreira, córrego Bussocaba e rio Tietê.

Meses depois, Agú adquire o restante do sítio, uma área de 400 alqueires, incluindo trecho de 50 alqueires contendo: vinhedo, diversas casas, árvores frutíferas, casa de moradia, ranchos, engenho movido a água e casa de fabricação de farinha.

Em 1889, Sua filha Primitiva Domenica Michela Agu, casada com seu primo Antônio Vianco, aos 17 anos de idade dá à luz a menina que foi batizada com o nome de Josephina Vianco, alguns dias depois Primitiva morre vítima de febre puerperal.

Até a sua morte em 25 de Janeiro de 1909, Antonio Agú procurou fazer da Vila Osasco um local progressista e habitável, sendo mais do que justas as homenagens que lhe são prestadas. Túmulo da família Agu no cemitério da Consolação em São Paulo.

Antônio Agu deixou toda a herança para a neta, Giuseppina, que, por ordem do avô, foi enviada a um colégio interno na Itália para ser educada.

Naquele período quem ficou responsável pelos negócios de Antônio Agu foi seu genro. Antônio Vianco (pai de Giuseppina), que tinha participação em um terço da herança.

Giuseppina casou-se com Cesare Enrico e veio algumas vezes ao Brasil visitar seus familiares.

Após a morte do avô e do pai, Giuseppina assumiu sua herança e fez a vontade do avô, conforme dizia o testamento.

Em 1919 esteve em visita a Osasco quando oficializou a doação do terreno para construção da Igreja Matriz; outro para construir o cemitério do Bela Vista; outro para a construção do Mercado Municipal e outros para obras que fizeram o progresso de Osasco.

O restante dos bens de Antônio Agu foi vendido.


Fonte:
Breve relato da vida ........................


Esta pagina está em fase de pesquisa e desenvolvimento por Hagop Garagem

Caso algum familiar ou parentes da familia queiram colaborar com fotos ou narrativas poderão enviar para hagopk@uol.com.br

Toda colaboração será bem vinda e a história da cidade agradece.